sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Bom, vim aqui pelo simples prazer de registrar minha opinião sobre filmes que assisti...

Um deles, foi logo após de terminar de ler O Morro dos Ventos Uivantes, assisti a versão 2009, feita pra TV do livro. Tirando algumas partes simplesmente inventadas, eu achei legalzinho. O elenco é lindo. Mas perdi a conta de quantas vezes li na história que o Heathcliff tinha olhos castanhos, afinal, ele era um cigano, moreno, e parece que na maioria das versões cinematográficas de Wuthering Heighs, colocam um ator de olhos claros. Inclusive nesta. Enfim...

Também assisti As Aventuras de Huck Finn. Outro filme feito em cima de um livro. Meu pai, que era fã da história, sempre alugava pra mim quando era criança. Sempre! Vou confessar que o Elijah Wood foi o primeiro amor da minha vida. Eu era uma criança doente por ele e quase pirei quando assisti Anjo Malvado, pois meu segundo amor mirim era o Macaulay Culkin. Assistir novamente depois de tantos anos The Adventures of Huckleberry Finn me trouxe um sentimento absurdo de nostalgia. Foi foda, meio triste.

No embalo do meu antigo amor ruivinho, assisti também The Faculty. O lance é o seguinte, os professores de um colégio são possuídos por alienigenas e tentam transformar os alunos em seres da tal espécie. Até que um grupo de estudantes, entre eles o Elijah, desconfiam de tudo e tentam salvar a humanidade. A cura: cocaína. Sim, este filme existe e têm vários atores famosinhos no elenco. É bem idiota, pra ser sincera.

Seqüestro no Metrô... o-d-i-e-i! Não sei se é porque eu sempre torço pro vilão, especialmente quando ele é o John Travolta. Mas achei o filme um porre.

O Dia em Que a Terra Parou é meio chatinho, mas até bom... vai. Mais pela mensagem do filme... Extraterrestres vem à Terra para salvar a fauna e destruir a raça humana, depois de perceberem a destruição causada pelo homem em nosso planeta. Como é mencionado no filme, um lance meio arca de Noé. É uma regravação e na boa, qualquer chance de ver Keanu Reeves vale a pena.

Agora Zombieland fez minha semana. My kind of movie!!!! Aquele lance todo de zumbis que mordem humanos, que viram zumbis, mas não é exatamente de terror, não... é uma comédia e das melhores. Você vê pelo elenco que tem Woody Harrelson e Bill Murray, que não se trata de um filme trash de zumbis. É bom mesmo!

Tenho certeza de que quando finalizar o post vou lembrar de outros filmes que assisti e esqueci de comentar, mas beleza...

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

VMB 2009





Bom, vamô lá...

Pra começar, quero dedicar este post ao nosso salvador, também conhecido como, o bom samaritano do ônibus Capelinha.

Let’s go...

Já me senti satisfeita em saber que teria tempo de assistir The Big bang Theory (meu novo vício e série qual sinto uma identificação enorme com alguns personagens), antes de ir ao VMB ontem.

Eu e a Glê nos encontramos e o primeiro drama da noite (ia ter drama, a gente sabia, era só uma questão de identificar qual seria o primeiro...) foi no terminal Anhangabaú.

Aparentemente, existem 2 ônibus chamados “Term. Capelinha” e a SPTrans, fez o favor de inverter os itinerários deles no site. Long story short: um momento lindo, que mostra a solidariedade do povo brasileiro! Eis que uns 10 passageiros, por espontânea vontade, começam a discutir gentilmente, sobre qual seria o melhor ponto pra a gente descer. Pessoas que nunca se viram na vida, trocando idéias e informações... para auxiliar-nos em nosso conforto e praticidade pra chegar ao Credcard Hall. Nosso salvador estava no meio. Ele, praticamente nos levou até o lugar, saindo de seu trajeto habitual, para nos guiar em meio a marginal. Se ele queria sexo em troca, azar o dele. Mas a boa ação do mês foi realizada de forma esplêndida. Chegamos ao local sã e salvas. OK, não sem antes atravessarmos uma passarela que parecia que ia desmoronar e nos deixar cair naquele rio de merda mole. O que felizmente, como vocês podem deduzir, não aconteceu.

Ao entramos no lugar, a Glê quis dar um mijão. O banheiro de lá era até grande e cheio de espelhos. Eu, com minha habilidade de segurar o xixi (que segundo a minha irmã, futuramente me trará uma cistite fodida), fiquei lá, ajeitando a peruca, quando entram 3 biscatonas de marca maior. Pareciam 3 strippers, 3 garotas de programa, 3 mulheres da vida. Fiquei me perguntando com quem elas estavam, mas juro, que me surpreendi (e nem sei por que) ao descobrir que era com... NXZERO. Juro! O loiro/ruivo tá melhor do que eu imaginava com a Pitty (e olha que pra você estar bem com a Pitty...).

Enfim, chegamos em cima da hora, mas o snake pit tava pela metade.
Os momentos mais lindos foram...

O Cine sendo vaiado loucamente “uh, Cine, vai toma no cu” e “viadinhos, viadinhos” em coral.

Show do Massacration. Mestre Falcão e a múmia gorda… (era o Felipe, né?)

Emo louco (Fresno) e Miozinho (chatice), dando mosh, bem em cima de onde a gente tava (tomei um banho caprichado depois).

Observar os artistas sentados durante os comercias e rir da cara deles. O Supla é uma piada ambulante. O Gentili sentou atrás do Mion, na mesma fileira que o Theo Becker, mais ao lado Tas e Cortez.


JaRule tava com um relógio que dava pra eu comprar um carro... “JaRule mothafucka, give me your watch”. Não acho que ele ouviu. Uma pena, pois aposto que ele me atenderia, OK?

Theo Becker (meu Deus, o cara é muito lindo, pode ser surtado [melhor ainda], mas meldels, que... que... tesãodehomi!) e Adnet juntos! Pelo pouco que ouvi (é, o áudio pra quem tava lá era uma merda), foi hilária aquela apresentação.

Sthefany Cross Fox, ovacionada! “Absoluta, absoluta!” – Como assim ela não ganhou?

Mion cagalhão fazendo discurso de meia hora, depois do prêmio consolação (meeeeeeew, twitter do ano, era do Gentili e ponto final!) e a platéia de saco cheio!

Kiabbo (Felipe Ricotta) tirar a mascara e jogar pra platéia, assim que a câmera saiu dele pra... FRANZ FERDINAND!!!!!!!!!!!!!!(só coloquei em capas pra fazer tipo, nem curto)

Ahhh, sei lá, foi um monte de coisa...
Ainda me dei o direito de beber até ficar zonza, quando cheguei na minha irmã e eu a Glê fizemos a sessão filosofias da vida antes de dormir... quer dizer, ela dormiu né? Eu fiquei acordada, insone, as usual e tive o prazer de ter este diálogo com ela sonâmbula de madrugada:

Glê: - Não faço idéia!
Nazuza: - Do que?
- De quem é a mulher!
- Que mulher?
- Do Massacration!
- Que mulher do Massacration????
- Não tem uma mulher...?
- .... AUHAUAHAUAHAUHAUAHUAHAUAHA

To esquecendo de por um monte de coisa e o post tá uma bagunça. Mas foda-se. Foi foda, apesar dos emos pesares.

Ano que vem, minha fitinha de credencial vai ter a abreviação de VIP nela. Very Idiot Person. Desde que eu possa sentar, tá valendo.