domingo, 24 de maio de 2009

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Nós somos jovens...


Jovens, jovens...

Somos do exército

do exército do surf!


Não há prova maior de que você não é jovem, do que saber a letra dessa música.




sábado, 16 de maio de 2009

I’m feeling poor, feeling empty, feeling anxious. I thought loneliness was something hard to deal with, but that’s ’cause I have never had experienced the feeling of losing. Of knowing something it’s not coming back. And as time goes by, I feel like I’m losing my life with all these thoughts, sorrows, questions that don’t always have an answer. But instead of digging my way out, I keep caving deeper… till it feels, once more, like there’s no way back.




Someone needs to save me from myself.
But I refuse to call for help.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Dez coisas a fazer para ajudar a combater o aquecimento global

.

01 - Mudar uma lâmpada - substituir uma lâmpada normal por uma lâmpada Florescente poupa 68 kg de carbono por ano;

02 - Conduzir menos - caminhar, andar de bicicleta, partilhar o carro ou usar os transportes públicos com mais frequência. Poupará 0,5 kg de dióxido de carbono por cada 1,5 km que não conduzir!

03 - Reciclar mais - pode poupar 1000 kg de dióxido de carbono por ano reciclando apenas metade do seu desperdício caseiro;

04 - Verificar os pneus - manter os pneus do carro devidamente calibrados pode melhorar o consumo de combustível em mais de 3 %. Cada 4 litros de combustível poupado retira 9 kg de dióxido de carbono da atmosfera!

05 - Usar menos água quente - aquecer a água consome imensa energia. Usar menos água quente instalando um chuveiro de baixa pressão poupará 160 kg de CO2 por ano e lavar a roupa em água fria ou morna poupa 230 kg por ano;

06 - Evitar produtos com muita embalagem - pode poupar 545 kg de dióxido de carbono se reduzir o lixo em 10 %;

07 - Ajustar o termostato - acertar o termostato apenas dois graus para baixo no Inverno e dois graus para cima no Verão pode poupar cerca de 900 Kg de dióxido de carbono por ano;

08 - Plantar uma árvore - uma única árvore absorve uma tonelada de dióxido de carbono durante a sua vida;

09 - Seja parte da solução - aprenda mais e torne-se activo em http://www.climatecrisis.net

10 - Espalhe a mensagem! - incentive os amigos a ver "Uma Verdade Inconveniente" diponível nesse link: http://www.guba.com/watch/3000081561

quarta-feira, 13 de maio de 2009

terça-feira, 12 de maio de 2009

Eu não consigo me sentir bem em nenhum nível. Tomei uma bela injeção de “mundo real”. Não consigo mais fantasiar, sonhar... algo que embora patético pra minha idade, eu fazia muito. Não consigo me sentir bem, nem em prazeres banais como: comer algo gostoso, ver um seriado engraçado, sei lá que exemplo de felicidade imbecil eu posso dar..
Eu me sinto CULPADA. Eu não posso sentir uma gota da mais ridícula alegria. Não sabendo o que o Mel passou e o que eu acompanhei de perto. Não sabendo que no fundo do quintal, está enterrado meu cachorro, que há uma semana, corria, brincava e dormia juntinho do seu irmão de ninhada, o Johnny, de quem ele nunca, até então em quase 11 anos, havia se separado. Tristeza, não maior que revolta. Hoje eu vi o Johnny sozinho, com cara de quem não estava entendo nada, deitado em sua coberta. Levei ele pra passear, pra distraí-lo. Que idéia mais idiota. Mesmo caminho que eu andava com ele e o Mel, inclusive, semana passada, pela ultima vez, antes do pesadelo começar. O Mel sempre na frente, destemido, não ligava se entravamos em uma rua desconhecida, já o Johnny, seguia atrás, como quem se sentia protegido pelo irmão. Hoje, o Johnny parou no meio do caminho. Eu parei junto. Aquilo não fazia mais sentido. Voltamos imediatamente e no caminho pra casa senti uma dor enorme na mão “porra de tendinite” pensei a principio, mas logo notei que se trata de uma dor diferente e lembrei que nos últimos dias, tenho dado soco em tudo: na mesa do veterinário, na janela do meu quarto, na parede, na porta, na minha própria perna....

Hoje comprei 10 kg de terra adubada, mudas de lírios brancos e sementes de girassol e margaridas. Quando eu era pequena, estava no quintal com a minha mãe e o Mel havia sumido, ela começou a chamar ele que demorou, mas apareceu do nada, enfiou sua cabeça por trás das flores, com as orelhas erguidas e ela cantou brincando “apareceu a margarida-ole-ole-olá”. Então plantei tudo onde ele foi enterrado.

Muitas pessoas têm me dito pra tentar me distrair, esquecer um pouco isso tudo. A verdade é que eu não quero. Acho falta de consideração. Não quero e não vou esquecer o Mel tão em breve, vou tentar mantê-lo vivo em pensamento, seja lá como for.

No momento, não há nada mais que me desperte algum interesse.

domingo, 10 de maio de 2009

My honey... Mel





Eu posso me lembrar, como se tivesse acontecido há minutos atrás, como foi a primeira vez que te vi... o cachorrinho mais esperto da ninhada, o mais ágil, o mais bonito, o mais forte. “Ele é meu!”. Ah, como você foi desejado pela minha criança Mel Gibson Jr, rsrs.

Me lembro também, com tanta perfeição, de admirar sua alegria, seu jeito aventureiro, naquelas vezes em que fomos passear no parque Piqueri e quando você corria por cima das flores, dando pulos tão grandes (imagem que não me sai mais da cabeça) eu me lembro de pensar que aquela, possivelmente, fosse a cena mais bonita que eu tivesse visto na minha vida. Assim como te ver partir foi sem duvidas, a mais difícil. Eu não tenho palavra alguma pra explicar essa dor. Acho que no fundo, nem eu imaginei que sofreria tanto assim, mas as lágrimas simplesmente não param de cair e eu não consigo deixar de soluçar.

Eu sempre vou te amar, sempre vou lembrar de você... assim, do jeito que está nessa foto, pois por mais triste e doloroso que tenha sido o fim, são essas memórias de dias alegres e cheios de vida que eu quero carregar comigo...

Me desculpe se falhei em certos momentos.
Mas eu e a Sueli fizemos o que foi possível, sem medir esforços.
Vamos cuidar bem do seu irmão, pode deixar.

Aonde quer que esteja, Mel... eu te amo e fica aqui minha homenagem a você.


16/08/98 - 08/05/09





A VERDADE É QUE EU SINTO VONTADE DE DESTRUIR TUDO QUE VEJO PELA FRENTE!

NÃO É JUSTO, MEL......................

Lenore

Thanks for what you said. It meant a lot to me...

Guess that’s our problem, huh… we think more than others often do.
Maybe we expect what some might consider too much out of life, out of people… and in the end everything and everyone it’s so fucking ordinary that we are left with this feeling of unsatisfaction.

Life can be ridiculous.

That’s why ignorant people are happier. FACT.

And though some nights I cry myself to sleep, I rather be like this, like we are.
Guess it’s like a price we have to pay.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Here’s the truth. The most awful (but still) truth: I’m a fucking lame-ass weirdo. I’m a sick person. No one can stand me, and for the record, I can’t barely stand anyone either. So, it’s not even like I’m one of those disgusting persons who at least try to make it up for being so repugnant, by being nice, intelligent or kind. No, I’m a total waste. I don’t love or care about anybody and I’m probably never gonna fall in love in my life, the same way no one it’s ever gonna be able to truly love me. That’s just impossible, IT-FUCKING-IS!!
I’m never gonna meet anyone good enough, and even if I do, I’m not going to be good enough for the person.
My destiny it’s to be and rot alone. Don’t know how it got to this point, but it got there for sure. I’m such a loser that I don’t even think I have the guts to end it all myself. Though suicide would be a more deigned way to leave this world.

But I guess I’ll just have to face the fact that I won’t ever have a family and I’ll die alone. Not even my pets will stand me.

NO, REALLY.






















Whatever…

I don’t even know why I wasted my time writing all of this depressive shit…


Especially when my empty head hurts so bad.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

"Trailer" de um filme que eu fiz em 2004

Pena que tem muita coisa engraçada que não entrou no trailer, mas já da pra ter uma base de um dos 200 "trabalhos cinematográficos" que eu fiz na época, como diretora, escritora e atriz, hehehe.
O vídeo foi gravado da TV, por uma camera digital, então a qualidade é uma bosta... (bom, combina com o resto!
Reparem como a Talita (de bermuda verde) rouba genialmente toda cena em que ela aparece.



E esse aqui é o clipe, da trilha sonora do filme... hehehehehehe

Eu cortei, pois nem o mano Brown aguenta mais ouvir esse rap inteiro.



Não podia pausar em uma cara mais bonitinha, né?

Talita e eu (fazendo a meiga), na época

domingo, 3 de maio de 2009

Uma coisa atrai a outra...

Foi só fazer os posts de ontem e a nostalgia passou a rolar solta dali em diante. Hoje a Globo passou Alladin na sessão da tarde, ou domingo maior, ou sei lá que nome dão pra essa porra. Esse foi o desenho da minha infância. Meu pai alugava a turma da Mônica todo fim de semana e chegou uma hora que não havia mais filme novo pra pegar. Então ele partiu pra Walt Dysney... A Bela e a Fera, Cinderella, A Pequena Sereia e meus dois preferidos que então ele comprou: Branca de Neve e Alladin. Mano, eu assisti muito Alladin. Minha irmã comentou hoje que ela chegou a considerar a hipótese de queimar a fita, pois ela não aguentava mais aquele filme. Minha mãe também lembrou que eu cheguei a levar uma advertência no pré, quando quis reencenar a cena em que o Alladin fugia roubando pão e fiz um menino saltar do gira-gira, quebrando assim o dente da frente (cara, nessa época era de leite, pra que o drama?). Deve ser verdade sobre essa obsessão, pois hoje, tantos anos depois, eu ainda lembrava das músicas e de todas as falas. Até segurei o choro quando ele voam no tapete mágico e cantam "O Mundo Ideal" (versãozinha tosca, mas beleza).

Minha irmã normalmente me acorda de domingo dizendo "o almoço tá pronto", mas o que me tirou da cama hoje foi ouvir vindo da sala:

A noite da Arábiaaaaaaaaaa
E o dia também
É sempre tão quente
Que faz com que a gente se sinta tão bem
Tem um belo luar
E orgias demais

Quem se distrair
Pode até cair
Ficar para tráaaas

Hi, my name is...

Cresci ouvindo minha mãe falar que ela sempre quis ter um filho homem, só para (vejam bem) batiza-lo de... Elvis. Minha mãe é fanática por ele e é o único gosto musical que temos em comum. De resto ela curte Jonas Brothers, Westlife e um cantor italiano que eu esqueci o nome.
Ela disse que quando soube que eu seria menina, ainda assim queria me dar o nome de Elvis. Claro que o resto da família não aceitou (bando de estraga prazeres) e me deram de Nathalia por que dã... eu nasci pouco depois do natal (e também porque esse era o nome da filha do chefe do meu pai e ele queria puxar o saco dele). Segundo minha mãe, ela então sugeriu que enfiassem Elvis no meio... tipo "Maria Elvis", mas ninguém deixou que isso acontecesse. Seria estranho me chamar Maria. Eu tenho uma teoria de que não existe mais ninguém com esse nome no mundo. Maria e João são nomes que veem a sua cabeça quando você precisa pensar em um nome rapidamente.

Enfim...

Ontem eu e a Glê tentamos achar um apelido pra mim. Nazuza virou meu nick de internet, eu nem tenho mais contato com a galera que eu estudei (os unicos que me chamavam assim). E Nathy é tipo Patty, nome de biscate. No final, em homenagem a frustração da minha mãe, escolhemos esse novo nick ... Elvis, ou se preferir, Presley.

Também atendo por King Of Rock.
Eu acredito que não há nada nesse mundo que seja tão eficaz em trazer lembranças e até mesmo transportar para o passado do que cheiro e música. Então como eu não posso fazer vocês sentirem o perfume do Joop, o jeito é colocar uns vídeos aqui de músicas que marcaram minha adolescência. Nem são tão populares assim, mas eu era uma daquelas garotas que passavam o dia assistindo MTV...




http://www.youtube.com/watch?v=ZXYgnGF2s8E



http://www.youtube.com/watch?v=rbR73AITYz0

Já esse aqui marcou minha infância. Eu lembro de chegar em casa e sair correndo da perua escolar pra pegar o final do Disk MTV só pra ver esse clipe...




http://www.youtube.com/watch?v=epndX5ad1l8