terça-feira, 29 de novembro de 2011

Por que eu detesto pés?

Pra começar, por que não há nada pra se gostar neles, são tipo mãos, deformadas. 

Meu dedo mindinho parece algo alienígena. Um dia cismei com ele, no meio da rua, de sandália.

Cogitei até cortar fora.



Mão... deformada.

Essa noite... não.

A cidade enlouquece sonhos tortos
Na verdade nada é o que parece ser
As pessoas enlouquecem calmamente
Viciosamente, sem prazer

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não

As cortinas transparentes não revelam
O que é solitude, o que é solidão
Um desejo violento bate sem querer
Pânico, vertigem, obsessão

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não

Tá sozinha, tá sem onda, tá com medo
Seus fantasmas, seu enredo, seu destino
Toda noite uma imagem diferente
Consciente, inconsciente, desatino

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não


Lobon 


 (Uptade)
Noffa, descobri que o autor é o Ivo Meirelles

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Outro teaser..

Dessa vez do documentário, Clodoaldo, The Legend, que só vai se feito (com sorte) ano que vem, mas já dá pra sentir a vibe do... mestre, ícone do humor!


domingo, 27 de novembro de 2011

Esses dias eu me vi de relance no espelho...

... E quase soltei aquela risada escrota, estilo Nelson, dos Simpsons: "ha-ha!".
Por quê?
Bom, first, eu estava de cabelo preso, que nunca uso em público, já que me sinto pelada! Sem falar que minhas orelhas não me agradam. Elas me lembram aquelas fotos de gente muito velha em lápides de cemitério, sabe? É...
Second, estava usando meus óculos wayfarer transparente, que eu comprei provavelmente 1 dia e 4 horas antes de virar febre/modinha/referência de família Restart. Eu já não curto usar óculos em nenhum momento da vida (nem cagando, lendo a Vogue), depois disso então, virou minha desculpa preferida pra não colocar nunca (só não serve pra justificar porque então não uso meu outro modelo, com armação diferente).

Somando essas duas coisas, resultou num ser que apenas quem mora comigo tem o constante desprazer de ver, mas que vou deixar que conheçam hoje, neste post. 

The real me. 
E foda-se...











Preparados?











Se estiverem comendo, parem.











Se tiverem um vídeo carregando no xvideos, sinto muito.













 Diga "oi"...













Olá, rysos.

"O sono dos sonhos"

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Garota no youtube revelando meus segredos...



Tirando a parte do banho, que eu não tomo, é por aí mesmo.

"A arte de fotografar e fingir que é arte"

"A garota e a pipoca que cheirava bacon"


 "O rapaz de moicano"


 "Ai se eu te pego, ai, ai..." 


 "O ângulo tendencioso"


 "O tiozinho, o bigode e a bengala"


"A soneca em público"

Do Candeal... Você vai ficar legal.

Eu sempre sinto sede e eu sempre tô sem dinheiro. Por isso, levo comigo minha fiel garrafinha d'água. Especialmente quando vou ao cinema (onde a água é mais cara que a porra do ingresso). Quando eu, Glê e Mel fomos assistir Hangover II (por indicação do Arnaldo Jabor), lá estava em minha bolsa, minha mini garrafinha azul, em formato estranho e que as pessoas sempre olhavam torto, achando que se tratava de algo alcoólico. Please. 
Mas quem deu uma de Nathalia (sou tipo Pelé, falo de mim mesma na 3ª pessoa) foi a dona Glê, que já nos trailers se não me engano, começou a reclamar de sede. Boa amiga que sou, ofereci minha bolota 300ml, que voltou com uma colher de sopa. Graças a Deus eu ainda tinha refrigerante - me lembro de ter pensado.
Um tempo depois, a Glê achou a mesma garrafinha azul pra vender, mas com outras cores e me fez a gentileza de me comprar uma rosa. Atóro. A gente só foi se ver daí meses, mas antes que a água ficasse amarela e criasse dengue,  recebi minha nova bolota pink. E novamente, bebi um colher de sopa dela, porque a Glê tomou pinga ao invés de leite aquele dia e ficou com sede.

Mas o que vale é a amizade, a intenção, a cor rosada e o fato de que temos filtro em casa pra repor a água.

Em 2030 aposto que terão comentários neste post do tipo "nossa, naquele tempo não precisavam se matar por água, você que eram felizes!".

Sim, somos, muito.



Thx, Glê!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Cause I try and try to forget you, boy



You doing that thing you do
Breaking my heart into a million pieces
Like you always do
And you don't mean to be cruel
You never even knew about the heartache
I've been going through


And I tried and tried to forget you, girl
But it's just so hard to do
Everytime you do that thing you do


I know all the games you play
And I'm gonna find a way to let you know
That you'll be mine someday
'Cause we could be happy, can't you see?
If you'd only let me be the one to hold you
And keep you here with me


Cause I try and try to forget you, girl
But it's just so hard to do
Everytime you do that thing you do


I don't ask a lot, girl (I don't ask a lot)
But I know one thing for sure (Know one thing for sure)
It's the love that I haven't got, girl
And I just can't take it anymore
(Woah!!)


'Cause we could be happy, can't you see?
If you'd only let me be the one to hold you
And keep you here with me


'Cause it hurts me so just to see you go
Around with someone new
And if I know you, you're doing that thing
Everyday just doing that thing
I can't take you doing that thing you do


P.S. The Wonders é a melhor banda que nunca existiu. Amava tanto o filme que aos 11 anos pedi a trilha sonora de Natal e um tempo depois ganhei o DVD também.

domingo, 20 de novembro de 2011

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Minha porção de Monalisa

Uma vez eu vi uma entrevista com o Robert Pattinson, onde ele contava sobre uma conversa que teve com seu agente, explicando pra ele que não conseguia fazer, nas palavras do próprio "aquele negócio, quando você faz uma cara de assustado, porque algo vai surgir..." e então o agente perguntou "o que, atuar??".

É, aparentemente, eu também não consigo.
No stop motion pra faculdade, minha cara de medo, susto, raiva, era supostamente a mesma "você saiu rindo!!".

Oh, well. 

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Há SEIS fuckin' anos, fiz este post abaixo em um "flog":

 


Chinchila, Pirulito e Madonna!

FUTUROS MILIONÁRIOS, FUTURAS ESTRELAS... UIOHUIOHUIOH! Como eu contei a minha história com a ****, vou contar como conheci esses dois aí. No 1º colegial eu conheci uma garota, que vou dar o nome fictício de Patty* (hehehehe), na época eu gostava muito dela, a gente se dava muito bem e tal, até que um dia a gente se divorciou (por uma suposta traição, da minha parte), foi uma época muito complicada... eu abalada, não podia aguentar sentar próxima de minha amada, sem ser correspondida por ela, então me afastei e fui sentar em um grupinho de freaks, onde o menos mal era o Alessandro (Pirulito), a gente conversava sobre Jackass e sobre o programa Popstar, que originou o grupinho cocô BR'OZta e principalmente, sobre meu coração partido pela Patty* sendo assim, logo virei amiga dele... que por sua vez era amigão da Chinchila, garota achava que eu me vestia mto mal e era sem cultura, hahahaha! Já eu nem tinha reparado mto na existencia dela. Até que no 2º col ao cabular uma aula de geografia, sozinha e após terminar uma amizade com a **** e a *****, acabei indo chorar minhas magoas nos braços dela, que se tornou uma amigona minha! Uma das MELHORES!

05/02/2005 Publicada por (¯`°♥_NAZUZA_♥°´¯)


Comentários
Nossa hein amigona ..e eu>>>>bibibibibibib...brincadeira ficou legal a foto
14/02/2005 11:28 | Allessandro |

MUITA AULA NA UNIP... TCHAM!!!



Eu já perguntei MUITAS vezes e até hoje ninguém teve coragem de me confirmar que SOU ESTRÁBICA. Aí assisto este vídeo  e vejo que se quero a verdade, só posso confiar na tecnologia.

domingo, 6 de novembro de 2011

Paralisia do Sono x Antiepiléticos & Indutores de Sono

Eu pesquisei na internet e não achei nada sobre o assunto. Não é por nada, não...  mas é meio desesperador quando isso acontece.
Resolvi postar com a intenção de que, se alguém passando pela mesma situação que eu, busque informações, ao menos caia no meu blog e veja que não está só.

Bem, eu tenho paralisia do sono desde os 14 anos. 
Me lembro da 1ª como se fosse hoje. Eu estava cochilando no quarto da minha irmã e acordei sem conseguir me movimentar. Absolutamente nada. Nem gemer eu conseguia! Achei que tinha morrido... e ouvia algumas vozes, uma dizia algo do tipo "você tem que matar ela". Depois, via imagens do rosto de um homem. Eu lá, travada, sem entender nada, até me perguntei... "Jesus?". Haha!

Fui ao médico aos 17, depois de muitos colegas virem com explicações espirituais, mas de acordo com o neurologista que me atendeu na época, isso é normal (ou quase), todos podem ter, mas alguns têm bem mais. A verdade é que sempre tive problemas relacionados ao sono. Sempre! Começou com enurese noturna até os 11 anos e foi indo... passei por diversas coisas desagradáveis.

Recentemente, comecei a tomar indutores de sono e em uma quantidade maior, antiepiléticos (não, eu não tenho epilepsia, é por outra razão) e minhas paralisias aumentaram absurdamente. Chego a ter 4 seguidas.
Eu acordo travada, destravo e logo em seguida, tô paralisada de novo. Tenho sentido calafrios enquanto tento me soltar (o que nunca havia sentido antes), tenho alucinações visuais e auditivas e o pior, a sensação de não conseguir respirar. É horrível, pois na hora da paralisia, você realmente sente que não está respirando... mas segundo os médicos, é apenas uma ilusão.

Eu imagino que tenha mais a ver com o Oleptal do que com o Rohypnol, mas isso é uma dedução minha, já que tomo mais um do que outro.

Não achei porra nenhuma na bula, nem relatos na internet. Tô pensando em ligar pro meu médico, porque tá foda. Você vai na consulta porque não dorme, ele te passa remédios que te dão sono,  mas aí você tem medo de ir dormir.
E SIM, eu mencionei na consulta que tinha problemas com paralisia do sono.

Assim como mencionei para outro médico, no final do ano passado, que tinha tiques e mesmo assim ele me  receitou  Ritalina (...comorbidades, sabe, você tem um problema e ele vem com mais 5 na bagagem). 
Nunca mais fui a mesma depois daquela porra.

E claro, termino este post as 3 da manhã. Vamos torcer para que o relógio do capeta não atualize para horário de verão.

Conheçam Rita Sundfeld

Minha prima que vai atuar num stop motion pra faculdade.
Ela adora legumes.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Momentos kodak

Bem, vamos começar com uma das páginas do nosso storyboard, que tá ficando foda!
Não vai dar pra entender nada (e ainda bem, pra não roubarem a idéia). Mas é um lance genial, que fica entre "vinheta nonsense da MTV" e "Tim Burton sem orçamento"


E aqui o autor dos desenhos: Clodoaldo.
Nosso amigo, roteirista do Zorra Total e a Praça é Nossa.


Adalberto tendo uma convulsão no meio da aula.



Ao invés de ajudar o amigo, Pícaro parece mais entretido com a minha Vogue (aquela, do hamburguer de soja)



 Recuperado, Adalberto considerou a atitude de Pícaro-o-gozador, deselegante




Mas logo se distraiu com os bofes nas revistas 


quinta-feira, 3 de novembro de 2011

I've got fat fingers and a skull ring


Eu e minha irmã Sueloka amamos caveiras.
Se eu não fosse uma pé rapada, daquelas que colocam crédito no celular, mas não fazem ligações pra economizar; daquelas que trocam o hamburguer pronto de soja, por proteína de soja baratinha, pra sobrar dinheiro e comprar a Vogue; bem... eu seria cliente nº1 do Alexandre Herchcovich

Enfim, o anel acima custou 5 reais, na loja Costumized, da av. Angélica.

P.S.: Todo mundo que comentou no post abaixo, do anel de borboleta, é lindo.
P.S.²: Tô ligada que caveiras não são símbolos tão queridos.
P.S.³: Quem fez minhas unhas foi a Nathalia Lambert, ela pode ser uma boa maquiadora, mas é uma negação com esmaltes. 

terça-feira, 1 de novembro de 2011

I've got fat fingers and a butterfly ring

Pra mim, borboletas têm vários significados especiais. Alguns se referem a pessoas que se foram, outros a fases da minha vida, mas o mais recente deles, veio de um comentário que a Lucila fez sobre a minha pessoa, quando voltávamos do Mube (nem sei se ela se lembra).


Há algo sobre uma larva, que se desenvolve dentro de um casulo nojento e se torna um ser bonito e livre, sabe?

Curiosidades wikipidianas (ou seja, possivelmente sem fundamento algum):

* A psicanálise moderna vê na borboleta um símbolo de renascimento.
* Segundo as crenças gregas populares, quando alguém morre, o espírito deixa o corpo em forma de borboleta. 

Aqui foi a primeira tentativa de foto, com a participação do Batman-Pelé.