sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

AFF

Esses dias joguei meu nome no google e encontrei uma entrevista que dei para a Marie Claire quando tinha 19 anos. Pela foto, o tema poderia muito bem ser OBESIDADE NA ADOLESCÊNCIA, mas era sobre tolerância. Devo confessar que  de 5 anos para cá, me tornei bem menos tolerante, mas enfim...


Uma, petista de carteirinha. A outra, antipetista. No meio do caminho, Lula e a crise na amizade

  'Adoro política e, como todos aqueles que adoram política, adoro debater (nunca falei que isso! fiquei puta quando li! disse que achava um assunto importante, algo assim!). Foi numa dessas que notei uma diferença violenta de visão entre mim e uma de minhas melhores amigas (disse apenas "amiga"). Aconteceu durante a última campanha do Lula à presidência. Discutia com a Stefani e argumentava contra o Lula, meu candidato era o Alckmin. A discussão pegou fogo logo após um debate na televisão. Para provocar, mandei um e-mail falando das gafes do Lula. Coisas bobas, como ele ter agradecido aos 'telespectadores da rádio tal' pela audiência (nunca usei a palavra "bobas" na vida, devo ter dito "boçais"). Ela me respondeu em tom nada amistoso. Virou uma guerra. Apontava os escândalos do governo, ela dizia que todos os governos roubavam. E a coisa foi crescendo a ponto de pararmos de nos falar. Mas não durou porque percebemos que nunca chegaríamos à mesma conclusão e concordamos em discordar: não valia a pena romper uma amizade por causa disso (sit over there, Claudia). Quando a gente acredita muito em alguma coisa, é duro ouvir uma idéia contrária sem se irritar. Só que é nessa hora que você precisa respirar fundo e perceber que respeito está acima de tudo (aham, quem me conhece sabe que é minha cara ter dito esta última frase). E, por mais que discorde dos pontos de vista políticos dela, gosto de seu jeito de defender as idéias.' (NUNCA DISSE ISSO! Falei um monte de merda, sobre cotas, sobre caráter, nada disso entrou na matéria).

Nathália J. Scano, 19 anos, vestibulanda de Economia (na época era um curso gratuito)


Agora, o que eu "tolerava" na época:

Admiro o Lula por todos os seus projetos. Quando a Nathália me enviou o e-mail falando mal dele, respondi que ele pode usar as palavras de maneira errada por não ter tido a oportunidade de estudar -oportunidade que ele dá, agora, a muita gente. Não bastou. Quando estávamos juntas, se eu fizesse alguma coisa errada, ela soltava piadinhas do tipo: 'Só podia ser petista' (até que enfim uma verdade!). Brigamos. Mas, depois, pensamos que era capaz de a gente romper por causa de políticos e assistir a eles se dando as mãos. A Nathália nem me provocou a respeito do 'relaxa e goza' da Marta.'

Stefani Hellen da Silva, 19 anos, universitária do curso de Turismo


 

domingo, 23 de dezembro de 2012

"There is a vitality, a life force, an energy, a quickening that is translated through you into action, and because there is only one of you in all of time, this expression is unique. And if you block it, it will never exist through any other medium and it will be lost. The world will not have it. It is not your business to determine how good it is nor how valuable nor how it compares with other expressions. It is your business to keep it yours clearly and directly, to keep the channel open. You do not even have to believe in yourself or your work. You have to keep yourself open and aware to the urges that motivate you. Keep the channel open. ... No artist is pleased. [There is] no satisfaction whatever at any time. There is only a queer divine dissatisfaction, a blessed unrest that keeps us marching and makes us more alive than the others."  - Martha Graham

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Honey

Esses dias eu me emocionei bastante com a carta da Fiona Apple e acompanhando os tweets da Lele sobre sua cachorrinha que estava partindo.  Ela teve muito apoio e agradeceu os amigos por estarem ao lado dela. Na hora, lembro que pensei "que sorte ela teve de ter amigos assm...". Explico.. quando o Mel Gibson Jr morreu eu fiquei ARRASADA. Triste, deprimida e revoltada.

Tirando uma ou outra exceção, como a Glê, no geral, o que eu recebi foram olhares de desprezo de  pessoas muito próximas, mas que achavam rídiculo a morte de uma animal me afetar tanto. Gente da minha família mesmo, que virava os olhos pra cima quando eu contava sobre a minha tristeza. Além de outros seres, que eu nem conheci, nem sabia da existência, mas que fuçavam na minha rede social (na época orkut), tirando sarro dos meus desabafos sobre a dor que eu sentia.

Mas nada disso me fez questionar uma vez se quer o tamanho do meu amor por aquele serzinho. Na verdade, me fez perceber mais ainda o quanto animais são infinitamente melhores do que humanos.


domingo, 9 de dezembro de 2012

Eu finjo ter paciência...

Mesmo quando tudo pede  um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não para...

Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora, vou na valsa
A vida é tão rara...

Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...

O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...

Será que é tempo que lhe falta pra perceber ?
Será que temos esse tempo pra perder?
E quem quer saber ?

A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para, a vida não para não...

Será que é tempo que lhe falta pra perceber?
Será que temos esse tempo pra perder?
E quem quer saber?

A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida é tão rara, a vida não para não...

A vida não para...

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Pós produção de "Madô"



Peguei este print pra você, Glê
As pessoas adoram acreditar que o mundo é dos espertos, mas independente se você é evangélico, budista, ateu, ou qualquer outra merda, a verdade é que tudo aquilo que você faz, percorre o caminho de volta e te pega pelo rabo!

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Fiona & Janet

Talvez você já tenha visto isso pela internet, às vezes, até no meu FB, mas quis compartilhar aqui também.


Para quem acredita em amor, para quem não acredita e para quem já sabe o que é.

A cantora Fiona Apple cancelou a sua vinda ao Brasil por causa de sua Pit Bull, que está partindo. Por favor, leiam essa carta. Foi uma das coisas mais lindas que já li e, por isso, traduzi para que todo mundo pudesse conhecer essa história.

"São 18h de sexta-feira, e eu estou escrevendo para poucos milhares de amigos que eu ainda não conheci. Eu estou escrevendo para que eles mudem seus planos ou adiem um pouco mais.

É o seguinte. Eu tenho uma cadela, a Janet, e ela está com um tumor há quase dois anos, que cresce a cada dia muito devagar. Ela tem quase 14 anos agora. Eu a tenho desde que dos 4 meses de idade. Eu tinha 21 na época, uma adulta oficialmente – e ela era minha criança.

Ela é uma Pit Bull que foi encontrada no Echo Park, com uma corda no pescoço e mordidas por todo seu rosto e orelhas. Ela era uma daquelas que os caras de rinha usam para conter a briga. Ela tem quase 14 anos e nunca a vi começar uma briga, morder ou mesmo rosnar, por isso entendi porque ela era usada para esse papel horrível. Ela é uma pacifista.

Janet tem sido o relacionamento mais coerente da minha vida adulta, e isso é um fato. Nós já moramos em inúmeras casas, passamos por diversas famílias, mas realmente somos apenas nós duas. Ela dorme na cama comigo, sua cabeça no meu travesseiro, e aceita minhas lágrimas histéricas em seu peito, com suas patas ao redor de mim todas as vezes que estava de coração partido, de espírito quebrado ou perdido. Com o passar dos anos, ela me deixou fazer o papel de sua filha, e passei a adormecer com o queixo apoiado em sua cabeça. Ela estava sobre o piano enquanto eu compunha minhas canções, latiu todas as vezes que tentei gravar alguma coisa e estava ao meu lado no estúdio todo o tempo que gravei o último álbum.

A última vez que eu voltei de uma turnê, ela estava ágil como sempre. Ela está acostumada pois fico fora por algumas semanas, esta é a nossa rotina há 6 ou 7 anos. Ela tem a Doença de Addison, o que torna perigoso ela viajar, porque ela precisa de injeções regulares de cortisol. Ela reage ao estresse e à excitação sem as ferramentas fisiológicas, diferente de nós. Ela pode entrar em pânico e ser levada à morte. Apesar de tudo isso, é alegre e brincalhona e só parou de atuar como um cachorrinho de cerca de três anos atrás. Ela é a minha melhor amiga, minha mãe, minha filha, minha benfeitora. Ela é a única que me ensinou o que é amor.

Eu não posso ir para a América do Sul. Não agora. Quando eu voltei da última turnê nos Estados Unidos, eu reparei uma enorme diferença. Ela não queria passear mais. E eu sei que ela não está triste por envelhecer ou morrer. Animais tem um instinto de sobrevivência, mas não senso de mortalidade e vaidade. É por isso que são muito mais presentes do que as pessoas.

Mas eu sei que ela está chegando perto do ponto onde ela deixará de ser um cão, para se tornar parte de tudo. Ela vai ficar no vento, no solo, na neve e dentro de mim, aonde quer que eu vá. Eu simplesmente não posso deixá-la agora. Por favor, me entendam. Se eu viajar novamente, tenho medo dela morrer e não ter a honra de cantar para ela dormir nesta hora.

Muitas vezes eu demoro 20 minutos só para me decidir qual meias vou usar pra dormir. Mas essa decisão que tomei foi instantânea. Existem escolhas que tomamos que definem quem somos. E eu não quero ser a mulher que colocou a sua carreira acima do amor e amizade. Eu serei a mulher que ficará em casa e cozinhará para minha mais querida e antiga amiga. E ajudarei ela a partir confortável, segura e com a devida importância.

Muitos de nós hoje em dia tememos a morte de um ente querido. É a verdade nua e crua da vida, que faz com que a gente se sinta com medo e sozinho. Mas eu gostaria que também pudéssemos aproveitar o tempo que vem antes do fim. Eu sei que vou sentir o conhecimento mais profundo dela, da sua vida, do meu amor por ela nos últimos momentos. E eu preciso fazer de tudo para estar lá. Porque quando ela se for, vai ser a mais linda, mais intensa, a experiência mais enriquecedora da vida que eu já conheci. Quando ela se for...

Então, eu vou ficar em casa, e eu estou agora ouvindo-a rosnar e bufar, e divertindo-se. Estou pedindo a benção de vocês.

Estarei com todos.
Com Amor,
Fiona"

Então né

Eu ia comentar que tenho postado pouco aqui, mas porra, eu tenho twitter, facebook, instagram e tumblr. Na verdade, não sei como acho tempo, ou melhor né, assunto pra isso aqui.

Anyway...

Vi este vídeo que traduz muito do que eu faço no meu quarto quando tô sozinha  e achei que seria interessante



Achou que a menina estaria siriricando, né?

*Do verbo siriricar = eu sirico, tu siriricas, ele siririca, nós siriricamos, vós siriricais, eles siriricam.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Mestre

Acho que foi um dos primeiros videos de tutorial que assisti no youtube.
Faz anos que vi este cara e devo meus arrotos de hoje em dia a ele.
Em breve faço um vídeo mostrando o que aprendi. 

  

Pessoal aqui de casa te odeia amigo

sábado, 24 de novembro de 2012

Doo do doo do doo do do doo




Jackie is just speeding away
Thought she was James Dean for a day
Then I guess she had to crash
Valium would have helped that bash
Said, Hey babe,
Take a walk on the wild side
I said, Hey honey,
Take a walk on the wild side
And the colored girls say, doo do doo do doo do do doo

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Dirigindo

... Ou algo do tipo


Boa noite

É muito ruim isso: querer dormir, precisar dormir e não conseguir.
Ficar igual um zumbi, de lá, de cá, faz isso, faz aquilo, deita, levanta, esquece algo, dá para fazer amanhã, mas não, faz agora mesmo.
Quase 3 da manhã.
Cachorros, gatos, barulhos, agonia.
Tapa ouvido, destapa.
Um livro. Uma pescada. Mais nada. 
Pensa em uma coisa divertida, vai... ok, tá dando certo, agradável... Ei, de onde você surgiu, pera aí... Ahhhh....Imaginação de merda, virou um desastre!
Ok, não pense em nada.
Sem luz, com luz.
Tenta o rádio, tenta playlist.
Tenta a TV.
I'm not alone because the TV is on.
Timer acaba. Sono? Nada.
E se eu tomar...Amplictil? Não! Aí só volto ao normal amanhã a tarde.
Rohypnol? Vicia.
Alprazolam? Clonazepam? Se funcionassem comigo...
OK.
Quase 5 da manhã, de repente, não tem mais de repente. Os pássaros acordaram e eu dormi.
Vira de um lado, vira do outro. Despertador.
Mas... mass... eu acabei de dormir!!!!!!
Hora de acordar...

Não ouse me dar bom dia.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Making of... MADÔ

Pouca coisa, mas é para não estragar a surpresa!

Ok... Mentira.

É porque o CD onde devia ter passado os arquivos de vídeos deu alguma merda e tá vazio. Só restou isso comigo!




Meu canal do Youtube: http://www.youtube.com/user/nazuza

sábado, 10 de novembro de 2012

Histeria Feminina


Cartaz sobre a doença da histeria feminina, no século XIX.

A histeria feminina já foi um diagnóstico comum que, hoje, está completamente desacreditado. Em 1859, um médico chegou a dizer que um quarto de todas as mulheres sofria com histeria feminina.

Acreditava-se que a “vida moderna” do século XIX fazia com que as moças fossem mais suscetíveis a desenvolver histeria. No método de prevenção e até mesmo de cura, o médico fazia “massagens pélvicas” na moça até que elas passassem por “paroxismo histérico” (clímax histérico). E, estranhamente, eles diziam que apesar das pacientes não terem risco de morte, elas precisavam de tratamento. Em 1873, o primeiro vibrador foi inventado para propósitos médicos de cura para a “histeria feminina” – eles eram apenas disponíveis para os médicos que os usavam e não para as moças insatisfeitas diretamente.


Retirado da página do Facebook "Imagens Históricas"

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Scott Nails


Já falei aqui de Pit Garcia, Evan Stone, Otto Bauer ("material" do passado, nem lembro da última vez que os "vi" hehehe). 

Comentei do Manuel Ferrara, James Deen e Levi Cash (gosto tanto que os sigo no twitter). Mas nunca mencionei o Scott Nails.

Vou confessar que é difícil achar foto desses caras sem ser tipo... comendo um cu. E eu não vou baixar tanto nível aqui no blog. 

Não taaaaaaaaaaaanto, mas um pouquinho eu vou sim.
























  "Pouquinho" foi injustiça minha, né?

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Seiláquemerda

O áudio é um lixo! Culpa da minha GE X5 e também da minha preguiça em tentar amenizar o ruído. 

Mas até aí também, pra que? Eu não falo nada de intessante e ainda começo a dizer merda em inglês com sotaque caipira  (eu penso em inglês e em sotaques: caipira, hood, britânico. Depende do meu humor).

O propósito do vídeo era testar ~vagabundamente~  uns lances que aprendi em aula...


terça-feira, 6 de novembro de 2012

Êta

Ontem no Facebook, o Rafinha postou uma foto ao lado de uma besta (piada pronta) e bem na hora que eu vi, tinham 666 curtir.

Aí eu dei um print nessa manifestação do demônio e mandei pra ele... e não é que ele me respondeu um longo e detalhado "êta"



Êta, coisa do capeta...

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Angelina Jolie não gosta de tomar banhos e nem de escovar os dentes, diz revista






Quem vê a beleza e a graça de Angelina Jolie, 37 anos, nem imagina que a atriz não é muito chegada em banhos nem em escovar os dentes. Pelo menos é o que garante uma pessoa próxima à bela, em conversa com a revista americana "Star".

"Apesar de parecer uma deusa, Angelina Jolie não é muito higiênica", insinua a publicação, que lista alguns dos péssimos hábitos de higiene da mulher de Brad Pitt, 48 anos.

"Ela não toma muitos banhos e não escova os dentes até a noite. Ela usa as mesmas 
roupas por semanas, então começa a feder. E ela adora fumar na cama e jogar as cinzas no chão", contou uma fonte à revista "Star".

Se a higiene não é um ponto forte da atriz, a vaidade o é. Sempre vista muito magra, o que gera comentários sobre um possível distúrbio alimentar, no final de semana passado, Angelina foi vista  passeando com os filhos, com os cabelos tingidos de loiro.

Quando na minha vida eu imaginei que poderia dizer que tenho coisas em comum com Angelina Jolie?

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Toda admiração do mundo por essa mulher

Como sabem, eu não sou muito fã de humanos, mas Marilyn Milian é uma das criaturas que mais amo!


You tell me I'm wrong, then you better prove you're right

You try to cope with every lie they scrutinize


Tired of injustice
Tired of the schemes
The lies are disgusting
So what does it mean, damnit!
Kicking me down
I got to get up
As jacked as it sounds
The whole system sucks, damnit!

Peek in the shadow
Come into the light
You tell me I'm wrong
Then you better prove you're right
You're selling out souls but
I care about mine
I've got to get stronger
And I won't give up the fight

With such confusions
Don't it make you wanna scream
(Make you wanna scream)
Your bash abusing
Victimize within the scheme
You try to cope with every lie they scrutinize
Somebody please have mercy
'Cause I just can't take it

Stop pressuring me
Just stop pressuring me
Stop pressuring me
Make me wanna scream
Stop pressuring me
Just stop pressuring me
Stop pressuring me
Make me wanna scream

Tired of your telling
(Telling)
The story your way
(The story your way)
You're causing confusion
(Confusion)
Then think it's okay, damnit

Keep changing the rules
While you're playing the game
I can't take it much longer
I think I might go insane

(Now, baby)
With such confusion
Don't it make you wanna scream
(Make you wanna scream)
Your bash abusing
Victimize within the scheme
(Scream it baby)
You find your pleasure scandalizing every lie
Oh father, please have mercy
'Cause I just can't take it

Stop pressuring me
Just stop pressuring me
Stop pressuring me
Make me wanna scream
Stop pressuring me
Just stop pressuring me
Stop fucking with me
Make me wanna scream

Oh, my God, can't believe what I saw
As I turned on the TV this evening
I was disgusted by all the injustice
All the injustice
All the injustice

"A man has been brutally beaten to death by Police
After being wrongly identified as a robbery suspect.
The man was an 18 year old black male..."

Yeah yeah
Baby

With such collusions
Don't it make you wanna scream
(Make you wanna scream)
Your bash abusing
(Make you wanna scream)
Victimize within the scheme
You try to cope with every lie they scrutinize
Oh brother please have mercy
'Cause I just can't take it
Just can't take it

Stop pressuring me
Just stop pressuring me
Stop pressuring me
Make me wanna scream
Stop pressuring me
Just stop pressuring me
Stop pressuring me
Make me wanna scream

Stop your pressure!

Toda produtividade de uma aula...

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Tomara

Que você volte depressa
Que você não se despeça
Nunca mais do meu carinho
E chore, se arrependa
E pense muito
Que é melhor se sofrer junto
Que viver feliz sozinho
Tomara
Que a tristeza te convença
Que a saudade não compensa
E que a ausência não dá paz
E o verdadeiro amor de quem se ama
Tece a mesma antiga trama
Que não se desfaz
E a coisa mais divina
Que há no mundo
É viver cada segundo
Como nunca mais

Vinicius de Moraes 

Quem?

As vezes vejo blogs de pessoas que não são ninguém, mas postam como se fossem alguém e fico pensando, será que eu faço isso? Bom, eu não sou ninguém pra dizer que alguém não é... alguém. Sei lá se passo a impressão de que me acho alguém. Bom, no fundo, sabe quem tem algo a ver com isso tudo? Ninguém.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Dearly beloved, are you listening?

I can't remember a word that you were saying
Are we demented?
Or am I disturbed?
The space that's in between insane and insecure

Oh therapy, can you please fill the void?
Am I retarded?
Or am I just overjoyed?
Nobody's perfect and I stand accused
For lack of a better word and that's my best excuse

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Fat, angry & green... II

Tô nas primerias páginas de um livro que comprei e... 


Falei para o Adalberto tomar cuidado com essas brincadeiras de tirar comida da minha mão quando tô nervosa. Hehe!
Mas esqueci de mencionar meu segredo, parafraseando Hulk: 
eu estou sempre nervosa.

No set cas bee!

MUITO estranho como eu simplesmente não tenho memória nenhuma de ter tirado essa foto. 
Mas como contestá-la se ela existe bem na minha frente?


Clodoalado - The Legend, Alessandro Granado, Pícaro Bueno, Nathalia Lambert e Beto Jamaica Albino.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Começamos a gravar o curta...

Novak e Madô

 

Eu nem adorei as armas...


"And I swear that I don't have a gun"


"No I don't have a gun..."


"Mãe, não é pornô que tô fazendo! Mas e se fosse qual o problema?"




Olha, o que é aquilo? Ah... um mendigo cagando..."


Pervertidos no metrô 


Red line


Das 9h30 até o que? Umas 18hs sem comer...


MABRUSCRI e Alessandro




Eu, sempre trazendo graça e elegância ao ambiente, bjs


Please understand

O transtorno surge pela primeira vez nessa fase que é, em geral, quando ocorre o primeiro rompimento ou afeto não correspondido. Essa rejeição desencadeia o curto-circuito. A adolescência é a época das paixões, da impulsividade, da sexualidade, do comportamento de risco. Tudo isso faz parte, o adolescente tem que arriscar para aprender. É uma erupção emocional. No border, no entanto, é uma hemorragia. A automutilação é um comportamento recorrente. E se você perguntar por que ele fez aquilo, vai dizer que é para aliviar a angústia, o vazio.
E alivia mesmo? Por quê?
Sim. Ele se sente muito melhor porque deixa de sentir angústia. Quando há uma ameaça física ao corpo, o sistema de defesa e estresse é acionado. A substância liberada para tamponar a agressão é a endorfina, que é um anestésico. Por isso, um tratamento ótimo é a atividade física intensa, que libera endorfina.

sábado, 20 de outubro de 2012

Uma artista completa II

Quinta-feira teve um exposição e palestra... surpresa. Bom, pelo menos pra mim e meus amigos foi. Acho que não avisaram, porque sabiam que se dissessem que não teria chamada, ninguém iria. Bom, para a exposição, realmente, não teria me dado ao trabalho. Salvando uma ou outra exceção, eram apenas maquetes de quinta série. Na boa!

(Se alguém que particpou da ExpoPim achou meu vídeo ofensivo, saiba que a idéia foi toda do Adalberto)

Mas já a palestra com o pessoal do Getty Images, por mais fraquinha e mal feita, foi um pouco interessante. Já vi que direito autoral vai ser algo que me perseguirá para o resto da vida. Puta chatice! Mesmo!
Mas enfim, achei engraçado que o curso lá  é Comunicação Digital (para todo mundo, separado por áreas específicas), mas quando a moça que apresentou a palestra perguntou "alguém aqui conhece Getty Images?" e eu respondi ''sim'', creeeeeente que seria acompanhada por um coro dizendo o mesmo, mas que na verdade gritou "não"... Eu quis por a mão na cabeça e lamentar, lamentar...

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Uma artista completa


I'm just a bachelor
Looking for a partner
Someone who knows how to ride
Without fucking falling off
Gotta be compatable
Takes me to my limits
Girl when I break you off
I promise that you won't want to get off

If you're horny, let's do it
Ride it, my pony

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Bomdiasuicídio

Eu ...

Eu sou a que no mundo anda perdida,

Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do sonho, e desta sorte
Sou a crucificada ... a dolorida ...

Sombra de névoa tênue e esvaecida,

E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!...

Sou aquela que passa e ninguém vê...

Sou a que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber porquê...

Sou talvez a visão que alguém sonhou,

Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou!

Florbela Espanca

Bomdiadepressão

Nunca fui como todos
Nunca tive muitos amigos
Nunca fui favorita
Nunca fui o que meus pais queriam
Nunca tive alguém que amasse
Mas tive somente a mim
A minha absoluta verdade
Meu verdadeiro pensamento
O meu conforto nas horas de sofrimento
não vivo sozinha porque gosto
e sim porque aprendi a ser só...

Florbela Espanca

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Sucks

Eu queria fazer um post falando sobre como tenho dormido mal e o quanto isso é pior do que pode parecer. Ia falar também sobre este começo de semana, cansativo, entediante, desgastado já em plena segunda-feira...

Mas achei imagens que podem exemplificar melhor meus sentimentos.




sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Clueless

Sabe aquele filme que você assistiu tantas vezes, durante tantos anos, que tem as falas decoradas? Então...



Um ano sem Steve Jobs


Put a keep are youuuuu


 2010

Eu que fujo do sol igual um albino... me fodi este dia!

Carandiru na Cidade de Deus

Caralho, olha que merda! Nem lembrava disso (de 2004)!
Editado no WMM e com imagens filmadas da TV.
Poooooooooooooooodre....... ou genial?



Ok. Podre.

E da mesma época... Diário de um Detento, versão mongol.

.
MC Le Pew

Animal morto ou um miojo?

Tô fuçando num CD com vídeos antigos e achei este... da inesquecível viagem que quem me conhece, conhece também.


Há 10 anos


Isso é a filmagem de uma tela de TV, mostrando um vídeo VHS, sendo filmado com uma câmera digital.

Jean (com uma etiqueta cobrindo os olhos por baixo dos óculos), Clau  (com extensão de cabelo falso) e eu (weird as fuck!), em 2002.

A imagem é ruim, mas caso você tenha notado que eu estava de blazer, calça moletom e bota, saiba que também usava a calcinha por cima.

Estilo, desde sempre.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Fat, Angry & Green


Tirar doce de uma criança pode até ser fácil, se ela tiver uns 8 meses e você aguentar o choro depois, mas ainda assim, nem se compara ao perigo de tirar comida de um gordo. Eu não lembro o nome de uma mulher que foi no Jô certa vez e disse "comida é a minha cachaça", mas sei que compartilho o mesmo vício que ela. 

E se você não arrancaria um cigarro da mão de um fumante quando ele está estressado com medo de levar uma muqueta na cara... não tire comida de um gordo tenso. Se você não assopraria a cocaína de uma viciada que deu o cu pra comprar aquele pino com medo que ela te dê uma facada... não  tire a comida de um gordo tenso.

Ontem, O Adalberto, em sua inocência de um cachorrinho recém nascido tentando atravessar a rua, tirou um bolinho de chocolate que a Nágela nos deu da minha mão, bem na hora que eu ia descontar minhas frustrações da aula de edição nele - porque é assim que funciona, como cigarro e cocaína, comida, é uma drooooooooga - e na boa, sorte a dele que não ando por aí com uma arma no bolso, pois naquele momento que ele arrancou o bolinho da discórdia, eu senti fumaça saíndo das  minhas orelhas  e achei que ficaria verde, verde igual o motherfucking HULK!!!

Sério, imagina a notícia "garota atinge colega de sala com tiro na cabeça, após ele tentar impedí-la de comer um doce". Já vejo até os comentários no UOL, questionando a legalização das armas, problemas psicológicos e obesidade.

Eu tenho uma relação de amor e ódio com comida. Eu tenho uma relação de 5% amor e 95% ódio com o mundo. Então agora aviso e já deixo todos preparados: não tirem comida de mim. Pode parecer algo banal, mas sei lá, né? Vai que tipo, eu fui atingida por radiação na infância e condenada a viver com um alter-ego obscuro que aparece toda vez que sinto alguma ameaça envolvendo... bolinhos? Nunca se sabe. Nuuunca se sabe.

Minha tonalidade logo após o ocorrido.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

A voz de Peter Hernadez

Olha, o Bruno Mars podia ser um atendente do Mc Donalds, que quando ele me perguntasse "boa tarde, qual seu pedido?" eu provavelmente sentiria minha calcinha umedecer e diria "ter você, seu lindo!".

Na boa, essa voz dele, não só cantando, mas também falando, é linda e sexy.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Natalia Kills

Guardem este nome
Se vão ouvir novamente um dia, não garanto, mas deveriam
Não sei porque ela não faz sucesso de vez
Ela é foda, visual foda, clipes foda, letras foda, músicas foda... nome foda

Vídeo novo (sem nem dizer o quanto amei a música, sei nem dizer!!!)



Free (minha preferida, que ouço no repeat)



Kill My Boyfriend (adoro a fotografia desse clipe) 

domingo, 9 de setembro de 2012

Tunnel

Olha, tirando a nega chapada que me bolinou e estragou minha meia calça, foi tudo muito divertido e engraçado!


Tiffany e Brittany Wilson


Adalbundo e Malu Mother (que subiu no palco e ganhou o concurso de dança!)


Me maquiando alcoolizada. Sempre fica melhor do que sóbria, don't know why


The one and only... Silvetty Montilla (que elogiou minha maquiagem, haha)


Antes de sair, o tal make, que foi feito após uns drinks também, heh

O Analba achou o vídeo da apresentação da Silvetty... Em 18:53 que ela comenta, haha... e realmente parece que tentei pegar o anel, mas estava só dizendo"obrigada".



Quem fez sua maquiagem, Chico Xavier?

DAFUQ?

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

23, de dezembro, de 2009


Poderia explicar o vídeo, mas sem descrição ele se torna algo tão sem sentido, que vou deixar assim.

Confessions of a Shopaholic

Assisti e assim que terminou, eu odiei. WHY? Bem, algumas pessoas podem achar engraçado ter certa identificação com personagens assim, mas eu não. Me deprime. Não é quem eu quero ser.
 

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Só mais 4 meses...




Bom, na primeira parte, é um vídeo de um tempo atrás, de quando o Adalberto me trouxe beijinhos envenenados. Não faço idéia de porque ficou preto do nada e depois a imagem volta. Deve ser prova de que tinha macumba naqueles beijinhos, hehehehe.

A segunda, é de ontem, eu apresentando o roteiro que criei e que  gerou certa discórdia/atrito/putaria/cagalhice no grupo, para o professor.

Quando ele começou a rir e disse que gostou, fiquei aliviada. Eu sabia que é bom, mas não sabia se outros iriam entender. E depois da polêmica que gerou esse PIM, se ele não tivesse gostado, sei lá... eu ia apresentar Space Zombie como meu curta e foda-se.

P.S. Perceba a arte, ainda que inconsciente, de ignorar os amigos.

sábado, 25 de agosto de 2012