terça-feira, 30 de dezembro de 2008

The emo beside me

Tupac que me desculpe.

I saw him today
He looked like Jesus Christ
I look like the anti-Christ
I look so ugly after work

Yo! Let me bust it for you
When he looked at me
My pussy got wet
He's the emo I wanna have in my bed

My personal Jesus
I'll get on my knees for you
If you know what I mean
I think you do - haa

Where do you work?
I mean, what's your name?
You're cute and emo
I think you might be gay

Listen, listen mothafucka

This bus is really full
Can I hold your bag?
If you say "no" then
I'll call you a fag

But I don't care
If I'm tall and you're short
It won't mean a thing
When I suck your cock

Fo' sizzle

I'm glad my mother doesn't speak english



video

Posso ver o Timbaland e Will.I.Am se sentindo intimidados desde já. UAHAUAHUheuheueheu

UPDATE: EU TIREI DO AR OS OUTROS POSTS SOBRE ESSE ASSUNTO, ENTÃO PRA QUEM NÃO LEU O BABADO, A MÚSICA NÃO FARÁ SENTIDO ALGUM!

domingo, 28 de dezembro de 2008

F Y I


"As pessoas olhavam para mim e diziam: é impossível cara! É impossível você chegar até aqui..."
É possível sim! É possível para vocês, cada um de vocês, é possível realizar o sonho de vocês, sim! Vocês são capazes, acredite em você! Você pode cara! Se você não acreditar em você, ninguém vai acreditar! Luta pelo seu sonho! Nesse ano, luta por você! E você vai chegar a onde você quer!

Eu quero que vocês saibam uma coisa: a gente vendeu mais de dois milhões de discos! Nós somos hoje os artistas nº 1 do Brasil! É o que mais faz show, é o que ganha mais dinheiro, é o que mais tá na mídia!

E nós continuamos de Guarulhos! Nós não somos de São Paulo. Nós somos a banda 'Mamonas Assassinas' de Guarulhos! E nós vamos levar essa cidade pelo Brasil a fora! E nós vamos levar o nome dessa cidade para o exterior também!
A gente ainda é daqui! O sucesso não sobe na cabeça das pessoas, não.
Só das fracas e se agente fosse fraco, tinha desistido há 5 anos atrás... Quando as pessoas diziam que a gente nunca ia chegar aqui! E NÓS ESTAMOS AQUI!

O IMPOSSÍVEL NÃO EXISTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!"



Dinho - Mamonas Assassinas [06/01/1996]



Ele fez esse discurso durante um show que eu tenho gravado, daí eu passei para o papel há uns 4 anos, e agora pro PC...

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

- Nossa, o que a Cármen me deu mesmo? Já esqueci...
- Ela te deu 2 camisolas, mãe.
- Hã?
- Duas camisolas lindas. Mas você não gostou, daí olhou pra ela e disse "mas eu não uso camisola pra domir", então ela te disse, "foda-se, passa a usar agora, ou vai na loja e troca!"
- Não, Nathalia, essa foi você!
- Ah é, verdade...

Noite de Natal, o Jean fica com febre e passa mal depois da ceia. Manhã de Natal, eu pego a febre e passo a manhã com 38,5 graus - sem mencionar que cortei embaixo do meu dedão do pé e ele está infeccionado e meu braço com tendinite que me faz querer corta-lo fora. Tarde de Natal, meu cachorro Justin teve um ataque epilético, ou algo parecido, foi a coisa mais assustadora que eu vi! Durou 20 segundos, mas foi o suficiente pra eu agarrar ele e começar a chorar. Fim de noite, todos estamos okay e sobrevivemos. Eu assisti parte de The Holiday e estou evitando pensar que vou ter que trabalhar amanhã .

Que venha o revellion pra foder tudo de vez.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

20 linhas de loucura

O Mion ficou de saco cheio das pessoas falando tanto da Madonna, do show da Madonna, dos filhos da Madonna, do espaço no meio dos dentes da Madonna... E já eu de saco cheio de ver neguinho com o Crepusculo no metro! Tem trouxa pra caralho com essa porra de livro! As filas do cinemas parecem filas pro show do Fresno: SÓ DA EMO! Aliás, por falar nesse estilo musical... todo dia, sim todo dia eu vejo os mesmo desgraçados no buzão e no metro, toda manhã, todo fim de tarde... Vejo mais esse povo do que vejo minha mãe, MAS NÃO VEJO AQUELA BICHA VAGABUNDA QUE EU NEM SEI O NOME!!!!!!!! De duas, uma: ou ele morreu, ou ele leu meu blog. Pronto, nada mais explica. Foda-se! Cadê a "Nath Z - I got 99 problems but a dick ain't one"? Ah, lembrei.. hoje, dia 23, véspera da véspera ela foi pro hospital, por causa de um cacete de braço torcido com uma buceta de tendinite acabando mais ainda com ele... E sabe o que é legal? Deixa eu dar um gostinho do mundo real pra vcs: meu braço era pra engessar, mas tenho convênio pela empresa onde trabalho e médicos são aconselhados a não imobilizar os pacientes para eles não ficarem impossibilitados de trabalhar! SIM, ISSO EXISTE, É VERDADE E EU ESTOU DENTRO DA LISTA DE OTÁRIOS QUE SE FODERAM POR CAUSA DISSO. Tomei (por que pedi) injeção amarela de anti-inflamatório no cu, mas meu braço tá aqui, doendo, apodrecendo, sem forças pra punhetar, mas chapinha ele vai fazer daqui a pouco, quem tá na merda é pra rolar na bosta. E é isso. Clima natalino nem chegou perto de mim. Tem gente que sente prazer em dar presentes, eu sinto em receber... Cada vez que compro algo pra alguém, levo uma alfinetada no coração por cada real gasto. Até agora não comprei nada pra minha mãe e minha irmã. Nem afim...
Hoje eu passei em frente uma igreja envangélica, a moça na porta me perguntou "olá jovem, quer por seu nome no livro de orações?"













"não, obrigada... sou um caso perdido."

domingo, 21 de dezembro de 2008

Sabe quando você está meio mal, mas não quer que ninguém perceba, então tenta agir o mais natural possível, até que alguém vira do nada e pergunta "o que é que cê tem?" e você se da conta de que é uma daquelas pessoas que não é capaz de esconder seus sentimentos. Sua cara é um livro aberto.

Então... tava lembrando de algo que aconteceu comigo, no dia que consegui meu 2º emprego (há 3 anos)... eu achava que estava feliz, achava que estava tudo indo bem, mas por dentro estava é puta, pois eu nunca quis trabalhar sem ser com arte (independente de qual fosse) e esse meu emprego era de auxiliar administrativo bilingue - ou seja, eu sabia que estava condenada a passar meus próximos dias trancada em uma sala de escritório e que Deus tivesse piedade da minha jovem alma. Mas ainda assim, eu fingia que estava tudo bem, sorri ao sair de casa e ao chegar na empresa, fiz cara de interessada e coloquei ânimo na minha voz ao dar "bom dia", ninguém iria notar que eu estava odiando tudo, eu achava que estava fazendo um papel tão bom, que tinha conseguido enganar a mim mesma. Até que o expediente acabou e ao ir embora, a megéra da mulher do chefe se despediu de mim dizendo "até amanhã, tente vir um pouco mais animadinha... rsrs". Me lembro de ter pensado mentalmente "para isso eu teria que trazer uma bomba"!

Movies

911 Operator: 911 emergency?

Ben Thomas: [heavy breathing] I need an ambulance

911 Operator: I have you at 9212 West 3rd Street in Los Angeles

Ben Thomas: Its room #2

911 Operator: What the emergency?

Ben Thomas: There's been a suicide

911 Operator: Who's the victim

Ben Thomas: [crying] I am

Pois é, pois é. Tirei o fim de semana pra assistir alguns filmes e no final valeu a pena. Um deles foi esse do diálogo anterior, se chama Seven Pounds e é do mesmo diretor de Pursuit of Happyness, mais um drama lindíssimo com Will Smith. Algumas partes do filme são de chorar MESMO.

Trailer



Outro que vi TRÊS VEZES SEGUIDAS se chama Tenacious D: In The Pick of Destiny
MÓHÓHÓIIIIINTO FODA... só pelo trailer da pra ter uma idéia dessa obra prima... auahauah

Trailer



If you think its time to fucking rock, and fucking roll, out of control
And then you know you got to rock the block
And fucking suck my fucking cock!


Pena que só há disponível o DVD importado, que tá por volta de R$130,00...
Se bem que eu arriscaria dizer que vale cada centavo.

E por último... vi Be Kind Rewind, também com meu gordinho sensual, Jack Black. Me lembrou um pouco outro filme que eu amo e tenho em DVD, chamado Bowfinger.

Trailer

Quero formar uma banda

Algo muito importante na música é sincronia, então se você toca algum instrumento mal, entre em contato comigo, pois eu também canto mal, ou seja, Marcelo D2 vai nos invejar, pois teremos encontrado a batida perfeita

duh!

THE STINKY COVER

video
THE ORIGINAL



Nothing compares to... Hayley's voice!

domingo, 14 de dezembro de 2008

Pensei...

Vou assistir uma comédiazinha pra ver se animo meu domingo. Bem, da próxima vez eu vou lembrar de checar o gênero do filme antes de começar a assisti-lo.
Vi Changeling... Um daqueles filmes tristes, emocionantes, chocantes e que se tornam mais frustrantes ainda quando você se lembra que se trata de uma história real.



Realmente, Angelina, dentre centenas de outras coisas, é uma atriz maravilhosa.

Me and Justin



Cabelo, cabeleira, tô descabelada, de tão cabeluda



Desde pequena eu sempre achei lindo cabelo longo, mas fazia parte das meninas de cabelo curto, aquelas que eram zoadas e quando vistas pela primeira vez aparentavam mais ser um menino. O fato é que minha mãe me obrigava a usar um corte chamado “Joãozinho”, aquele em que os fios chegam a no máximo 3 cm. E assim foi até meus 11 anos, quando me revoltei e não atendi mais as ordens da minha mãe... olhei pro espelho e disse “agora você cresce filho da puta!”. E foi então que descobri outro drama, o de domar a fera, meu cabelo é encaracolado, sem creme fica armado, oleoso na raiz e seco nas pontas... Anos depois, veio ela, a salvadora, a melhor invenção dos últimos anos... chapinha! Ou prancha, como eu prefiro chamar. Aos 13 passei a alisar e... descolorir. Eu era uma menina que nunca havia tido cabelo e agora que eles chegavam até o meio das minhas costas, queria fazer tudo que pudesse... e fiz, tanto que tive que cortar, dando inicio a era Chanel, que durou por anos e anos, já que com tanto alisamento e tinta, as pontas quebravam e tamanho se mantinha o mesmo. Aos 18 tive um corte químico fodido, resultado de coloração, seguido por descoloração, seguido por outra coloração e então fritado na chapinha. Foi minha era mullets (veja foto abaixo), por sorte cabelos xitão e xoxoró, hoje em dia são da moda, moda emo, moda from u.k., então teve até gente me perguntando qual era o nome do meu corte “é sobrevivi a um incêndio”, respondia eu.
Esse ano, finalmente, eu tive bom senso, diminui o alisamento, aderi a escovas e hidratações e o bonito resolveu sair da toca, aliás, jaca... Está maior do que já foi nesses últimos 20 anos e vejo que vou ter que me adaptar a isso... pois quando como, ele entra na minha boca a cada garfada, vou atravessar a rua, o vento bate e meu cabelo cobre minha cara e me cega, vou jogar ele pro lado no metro, parece uma chicotada na pessoa atrás de mim... Mesmo assim, to no aguardo, pois em 2009 minha meta vai se concretizar, meu cabelo, senhoras e senhores, vai chegar até o cofre! E tenho dito.

E fica a dica: quando beberem demais, não durmam em posição fetal, no chão da cozinha. Pode causar dores horríveis no pescoço.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Upstupiddate

Hoje eu fui à galeria do rock, detesto admitir que adoro aquele lugar! Tava bem cheio, tinha emo, tinha hard, tinha from the hood, from u.k., e tinha eu... from hell, de all star, calça jeans e camisa da seleção (fazer o que? eu engordei e 90% das minhas blusas ficam apertadas). Comprei um colar cereja, um chaveiro lindo com a Hayley Williams, Pipis V e mais um agasalho da Adidas (daqueles que se bobear vem escrito Adydas). E na hora de sacar meu dinheiro, ao invés de pegar da minha conta, me distrai e saquei como um emprestimo (maldito d.d.a.), agora vou ter que pagar juros de 12,20 %.
Cu!!



Pra minha alegria, risadas histéricas e consolo momentâneo... assisti Pinapple Express! MUITO ENGRAÇADO! Porra, é tipo Dumb & Dumber versão adulta...


segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

There's people watching me?

Hoje a Eliana me disse "Nathalia, você que gosta de bater perna, vai fazer esses depósitos no banco..." e lá fui eu. Na volta, cruzei com um casal esperando o elevador, os vi de costas mas não de frente, era um senhor alto, gordo e de voz grossa e uma tia bem perua com blusa de zebra. O elevador chegou e ele colocou a mão no meu ombro, me deixando entrar na frente gentilmente, ainda assim, não olhei na cara dele. Dentro do elevador, silêncio, até que cheguei no meu andar... ao descer ouvi ele dizendo "mas essa Nathalia adora bater perna!", nisso me virei rapidamente, mas as portas já haviam se fechado o suficiente para eu não poder ver a cara de ambos... apenas ouvi eles rindo com minha reação. WHO THE FUCK ERAM ELES? Eu e a Eliana estávamos sozinhas na sala a hora que ela falou aquilo e eu não conheço ninguém que se encaixe na aparência das costas deles... QUEM ERAM?

Eu hein.

Update

Some days like today I wake up feeling like a pile of shit, but hey… that’s alright isn’t? That happens to everyone… and then it’s just a matter of dealing with people asking me all day why the hell I’m so pist off, annoyed, irritated and hating the world. Even my hands get shaky… and I can’t stand, just can not stand people staring at me…

Something tells me there will be blood coming out of my private parts really soon… I love being a woman ¬¬